Terça-feira , 12 de Abril DE 2011

garotas em voo

As garotas voaram para aqui.

publicado por yrleathergrl às 14:47
Sexta-feira , 20 de Junho DE 2008

summerfling

A caneta brincava entre os dedos dela. Estava a gostar de a mirar pelo canto do olho, cabelo caído na frente da cara, olhos fechados a ouvir o que me saía pelas teclas do piano:

 

Early morning mid-july
Anticipation's making me high

The smell of sunday in our hair...
You ran on the beach with kennedy flair

Sweet, sweet burn
Of sun and summer wind
And you my friend
My new fun thing
My summerfling

Laugh...oh how we would laugh
At anything
And so pretend
Forsake the logic
Of perfect plans...
A perfect moment
Slipped through our hands

Sweet, sweet burn
Of sun and summer wind
And you my friend
My new fun thing
My summerfling

Strange...
The wind can change so quickly
Without a word of warning
Rearrange our lives
Until they're torn in two

(Piltch/Lang)

 

música: summer fling
publicado por yrleathergrl às 12:27
Domingo , 24 de Fevereiro DE 2008

angel



Ela empurrou o copo na minha direcção. Ergueu o dela com um movimento lento da mão parcialmente coberta por uma luva de cabedal negro, com uma fila de espigões de aço branco junto aos nós dos dedos. Gostei dos dedos compridos, finos.
Peguei também na bebida que ela me trouxera e bebi um golo com os olhos fixos nos dela. Com um sorriso, imitou-me.
Mais tarde, em casa, quando lhe tirei o colete negro que usava sobre a pele, vi no reflexo do espelho as asas desenhadas a negro nas suas costas. E, nesse momento, soube que um anjo tinha caído de propósito do céu só para mim.
publicado por yrleathergrl às 23:47
Domingo , 17 de Fevereiro DE 2008

blue moon



foto de fallenstar

Sinto-a ao meu lado, deitada em cima dos lençóis amachucados. Deixo vaguear os olhos pelo tecto branco, ainda entre o sono e o despertar. Baixo, ouve-se o Blue Moon debitado apenas por um piano.
música: blue moon - nina simone
publicado por yrleathergrl às 14:35
Terça-feira , 23 de Outubro DE 2007

dream a little dream of me

Ela estava ali, à minha frente, a perguntar-me qualquer coisa. Não percebi. Só via os olhos dela à minha frente, o movimento dos lábios e sentia o perfume fresco a inundar-me os sentidos.

- Desculpe?

- Quero saber se pode tocar "Dream a little dream of me" para mim e para as minhas amigas ali na mesa do fundo.

- Posso tocar para si. Para as suas amigas não. Serve?

Ficou um momento calada.

- Serve - respondeu então, correspondendo ao meu olhar.

Sorri-lhe e, sem deixar de olhar para ela, os meus dedos deslizaram pelo teclado até às primeiras notas do tema que ela queria ouvir.

publicado por yrleathergrl às 13:40
Sábado , 15 de Julho DE 2006

garotas do cabedal

Estava eu a dar dois dedos de conversa com a minha amiga Fatinha quando elas entraram. Ora, nós que já estávamos ali há uma data de tempo à espera de alguma coisa que justificasse o exagero de cocktails e pistaccios que já tínhamos pedido, beberricado e trincado, mudámos logo de posição para as ver melhor.

Eram três, todas vestidas a rigor, cabedal de cima a baixo, blusões a três quartos, calças justas e botas de cano alto, à anos setenta. Lenços negros ao pescoço, máscaras idênticas, mãos escondidas por luvas igualmente negras.

− Hum… − soltou a Fatinha, em jeito de apreciação.

- Hum… − repeti.

E continuámos a mastigar os nossos salgadinhos com os olhos pregados nas três.

publicado por yrleathergrl às 00:22
Sábado , 28 de Janeiro DE 2006

Lábios nos copos

Olhem, estive numa festinha particular que demorou um nadinha, mas estou de volta. Havia umas piquenas muito acrobáticas, com uns arções em cabedal negro reforçado a aço, aos pulos pelo recinto. Uma coisa dessas distrai uma pessoa e até a minha amiga Fatinha, que é muito mais discreta que todas as garotas do cabedal que eu conheço, ficou para ali de boca aberta, com a cerveja na mão, a pensar realmente que raio de coisa é que esta gente se lembra de fazer, a subir e a descer postes e a atravessar a sala no baloiço de correntes e a tirar a roupa aos bocados.
A verdade é a festa foi mesmo uma sensação, com a cerveja a rolar sem parar, servida em canecas forradas com cabedal. Quando se bebia um golo ficava aquele gosto do couro na boca e a sensação do toque dos lábios no bordo. Foi uma coisa genial.
publicado por yrleathergrl às 10:07
Domingo , 13 de Novembro DE 2005

a propósito de gosto




Tenho de vos confessar que em matéria de gosto, vou pelo clássico, não pelo que representa em tradição, mas pela parcimónia que lhe fica tão bem. É claro que é sempre agradável ao olho pousar em cima de uma vistosa garota de cabedal vermelho, ou ternurenta a visão do rosa. Mas há lá agora alguma coisa que se compare ao impacte de um sólido negro, à segurança do castanho…
Meninas, a festa hoje é para as novas colecções, mas estou de olho no vosso gosto, claro. As correias são bem-vindas e as botas obrigatórias!
publicado por yrleathergrl às 13:10
Sábado , 12 de Novembro DE 2005

Napa estalada

Vinha a pensar pelo caminho que não há coisa mais pindérica que plásticos a imitar cabedal. Ainda me lembro dos tempos da napa. Havia uma amiga de outra amiga que ia para a praia ao entardecer com um ‘outfit’ completo de napa cor-de-rosa choque. É claro que quem ficava chocada era eu, mas não com a napa que, valham-nos as santas, até brilhava e tudo, mas com as curvas da amiga da outra amiga, que também eram brilhantes.
Podem calcular o que é que um fato cor-de-rosa, justo e provocante faz a um corpo talhado para aquilo mesmo, mais ao par de olhos que nasceu para contemplar mais visões celestiais que a comum dos mortais.
Já na altura eu tinha uma vaga noção que a napa era a única coisa destoante naquele conjunto, mas só muito mais tarde me apercebi do quanto, quando me travei de conversas com a utilizadora. Tinham passado muitos anos desde os entardeceres na praia, com também muitos quilos desde que o fato tinha coberto as brilhantes curvas pela última vez.
No entanto, o que mais me chocou quando a conversa nos levou ao quarto e ao armário e ao fato em questão, foi constatar a pobreza da napa cor-de-rosa, transformada em sucedâneo de pele abandonada como a das serpentes, estalada e puída nas dobras.
Escusado será dizer que o chá não deu nem para o arranque…
publicado por yrleathergrl às 02:55
Segunda-feira , 31 de Outubro DE 2005

Folhos, rendas e espanholas - olé!

Nós, as garotas do cabedal, temos uma missão, um objectivo e um propósito claríssimo na vida: acabar com os folhos, as rendas e as espanholas. E passamos a explicar porquê, não vá alguém alienar-se e desatar aos berros que nós discriminamos.

A verdade é só esta: os folhos são para quem tem mau gosto – curto e duro. Não há nada que bata uma belas e confiáveis calças de cabedal negro, macias e quentes, confortáveis e sempre prontas para qualquer guerra.

Quanto às rendas, deixem-me dizer-vos: a minha avó usava rendas; a minha mãe também, mas já só na combinação, por debaixo das saias. Acham que eu quero sair com a minha avó ou com a minha mãe? Que raio de deboche é esse?

E por fim, as espanholas: como diz o ditado, de Espanha nem bons ventos, nem bons casamentos (até me espanta o PM deles ter liberalizado o casamento gay – deve ser à conta dos impostos que vão passar a cobrar…).

Pois é, mas como diz a minha amiga Fatinha, desde que uma senhora cheia de salero me pôs os palitos, nem me falem nessa gente. Ainda por cima levou-me o blusão de cabedal branco, alvo como uma virgem – ela nem de signo o era, caramba!

Não fossem as gerberas sobre a relva e até tinha dado dois pinotes à conta dessa história. Mas um dia volto a ela, não agora, que a minha amiga Fatinha está ali a fazer-me sinais e eu, que não entendo.
publicado por yrleathergrl às 02:18

mais sobre mim

pesquisar

 

Abril 2011

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

posts recentes

últ. comentários

  • Olá,Não aprecio tatuagens grandes numa mulher.Para...
  • sexy! mto bom!
  • está enganado, caro amigo. golo s.m. gole, porção ...
  • mais que isso era ela enfim...
  • continuava olhando você...Gostei daqui.
  • minha querida/o vegan,vou revelar o seu insulto e ...
  • ó minha puta, os animais fizeram-te algum mal para...
  • Diz-se e escreve-se gole! Um pequeno erro num tex...
  • Lindo. Bem escrito. Quero mais.
  • No blog http://dear80s.blogspot.com se forem sempr...

mais comentados

arquivos

2011
2010
    2009
      2008
      2007
      2006
      2005

      links

      subscrever feeds

      blogs SAPO


      Universidade de Aveiro